8 Dicas de Como passar na Prova de Certificação PMP

8 Dicas de Como passar na prova de certificação PMP

pmp

O número de profissionais certificados junto ao PMI está crescendo a cada dia, hoje existe muito material disponível que possibilita a aprovação do exame. Muitas pessoas procuram os treinamento em busca de dicas e métodos de estudo, minha recomendação para você que não pode pagar por estes treinamentos é comprar o material e estudar por conta própria.

Aqui estão 08 dicas de como se passar na prova de certificação do PMP.

1° Dica de Como passar na prova de certificação PMP

Tome a decisão. Inicie o processo de filiação junto ao PMI, pague a taxa de adesão e baixe o guia PMBOK®.
Comprometa-se em estudar três ou quatro noites de trabalho por semana e um dia de fim de semana durante 4 horas no mínimo.
Converse com os membros da família sobre o esforço que todos vão ter que fazer para ajudar a você neste período de estudos.

2° Dica (mais importante) NÃO comece estudando pelo guia PMBOK®

O livro é tão técnico que vai fazer você desistir. A minha recomendação é que você inicie com um simulado de 200 questões. Depois comece pelos livros da Rita ou da Kim. Eu também utilizei o livro Use a Cabeça PMP que me ajudou muito. Depois que você terminar os livros, recomendo que você leia os capitulos do PMBOK®.

Confira no link abaixo os simulados que preparei para ajudar você na sua certificação PMP.

3° Dica – Compre o livro da Rita.

Compre o livro da Rita sem sombra de dúvida ele será o seu melhor investimento para fazer a prova.
Conforme mencionei na dica anterior, você pode deixar os dois livros abertos e ir intercalando a leitura entre o livro da Rita e o PMBOK.

4° Dica – Compreenda as suas falhas.

Cada capítulo de ambos Head First PMP, bem como exame PMP da Rita Mulcahy Prep termina com algumas perguntas do simulado PMP. Qando você terminar, valide suas respostas e reflita sobre as explicações. Acredite, você vai aprender mais sobre si mesmo e o Exame PMP a partir de seus erros do que de qualquer outra coisa.

5° Dica – Faça menos memorização e mais compreensão.

Muitos iniciantes acreditam que podem memorizar todo o conteúdo para tirar a certificação PMP. A impaciência, raiva e ódio dos exames de múltipla escolha enganarão a muitos. Eles são vítimas de desorientação de informação supérflua na questão e são consumidos pelas respostas que tem como objetivo distrair a atenção. Os conceitos de gerenciamento de projetos, precisam ser ser internalizado.

Entenda todas as entradas, saídas e ferramentas dos processos. Você precisará praticar as fórmulas matemáticas para compreender os resultados.

Dica # 6. Terminar com o Guia PMBOK® e exame de prática.

Durante as últimas sessões de estudo, reveja o Guia PMBOK®. Faça muito simulados, busque justificar as respostas antes de ler, mas atenção, tome cuidado para não memorizar as respostas e achar que está pronto.

Outra dica importante é faça um simulado completo de 200 questões com um cronometro, desta forma você sentira a pressão da prova e poderá melhorar o seu psicológico.

Dica # 7: Hidratar e descansar bastante.

Se você montar um plano de estudo e seguir corretamente, você conseguirá dormir e se divertir sem ficar se cobrando para estudar.
Você como futuro PMP, precisa no minimo conseguir fazer o planejamento do seu estudo. Se você não conseguir fazer isso, como pretende controlar um projeto com diversas pessoas e recursos?

Dica # 8: Acredite em si mesmo.

Chegou o momento da prova, tudo o que você podia ter feito você já fez.
Acredite que você conseguirá.

Boa Sorte.

Simulado PMP – Gerenciamento das Aquisições

Simulado PMP – Gerenciamento das Aquisições

Quando estava me preparando para a certificação PMP eu encontrei diversos simulados que me ajudaram na prova de certificação do PMP. Consolidei algumas perguntes e vou disponibilizar no link abaixo um simulado para a certificação PMP do processo de Gerenciamento das Aquisições.

Mas antes vou incluir um breve resumo do processo de Gerenciamento das Aquisições.

De acordo com o guia PMBOK, o gerenciamento das aquisições do projeto inclui os processos necessários para comprar ou adquirir produtos, serviços ou resultados externos à equipe do projeto. A organização pode ser tanto o comprador quanto o vendedor dos produtos, serviços ou resultados de um projeto.

O processo de gerenciamento das aquisições é subdividido em 04 processos:

geraquisicoes

geraquisicoes2

Confira no link abaixo o simulado PMP – Gerenciamento das Aquisições:

 

LINK PARA O Simulado PMP

Simulado PMP - Gerenciamento das Aquisições

Bem Vindo ao primeiro simulado de PMP – Gerenciamento das Comunicações

 

Como passar no PMP em 02 meses

Como passar no PMP em 02 meses

Como passar no PMP em 02 meses

Eu já contei aqui como eu me preparei para passar na prova de certificação PMP. De vez em quando aparece algum amigo querendo saber a dica milagrosa para tirar a certificação. Não existe uma única dica que te ajude a passar na prova.

Você precisa fazer um acordo com você mesmo antes de iniciar os estudos. Eu mesmo tentei 03 vezes iniciar os estudos e depois parei por falta de motivação, somente na quarta vez que segui em frente não parei até me certificar.

Poucos sabem mas para passar na prova e não deixar a desmotivação atrapalhar, combinei com uma amiga no estacionamento do trabalho que se eu não fizesse a prova eu pagaria o valor da prova para ela. Pronto! Não tinha como não me motivar, de vez em quando ela mandava algumas fotos de produtos que dizia que ia comprar com o valor da prova.

O ambiente na empresa não estava muito legal, as vezes tinha que trabalhar durante a noite, mas sempre levava comigo as minhas anotações para garantir ao menos as revisões.

Durante os meus estudos tentava estudar em todos os lugares, mas o meu principal método de estudo para passar na prova de certificação foi estudar enquanto estava no trânsito, isso mesmo, por dia eu costumo ficar cerca de 4 horas. Eu gravava as leituras dos capítulos e ia revisando no carro, assim quando chegava em casa já estava com a mente fresca para continuar estudando.

As minhas dicas para você que está se perguntando como tirar a certificação do PMP são as seguintes:

  1. Crie um plano de estudo;
  2. Crie um plano de motivação – (Baixe alguns vídeos do Youtube para assistir nos momentos que não estiver afim de estudar, acredite estes vídeos fazem a diferença);
  3. Faça um acordo com você mesmo de quantas horas pretende estudar;
  4. Leia o PMBOK mais de uma vez;
  5. Eu utilizei o material da Rita e recomendo que você também utilize;
  6. Não faça simulados no inicio, tente primeiro realizar as duas leituras do PMBOK e o livro da Rita para somente depois focar nos Simulados;
  7. Utilize cartões de anotações para revisar o seu material. Eu andava com os meus cartões no carro e tinha o costume de ler em todos os semáforos que eu parava;
  8. Utilize o gravador do celular para gravar as suas leituras;
  9. Escute as gravações quando estiver na fila do banco, no caminho do trabalho ou do almoço;
  10. Compre um abafador de ruídos para realizar os simulados; No dia da minha prova tinha muito baralho e como eu já tinha visto está dica eu me preparei e nada me atrapalhou.
  11. Simule 2 provas de 04 horas; Ficar sentado por 4 horas não é fácil, por isso eu recomendo que você se prepare fisicamente.

Tenho certeza que com estas dicas você conseguirá tirar a sua certificação em menos de 2 meses.

 

O que é Prince2

O que é Prince2

prince2

Projects IN Controlled Environments (PRINCE) é um método de gerenciamento de projetos não-proprietário verdadeiramente genérico, a ponto de poder ser aplicado a qualquer projeto, independentemente de seu porte, tipo, organização, região geográfica ou cultura.

Isso é possível porque o PRINCE2 isola o gerenciamento do projeto (ex.: aspectos ligados ao escopo, tempo, custo, qualidade, riscos, benefícios, tolerâncias, etc.) das contribuições especializadas (o esforço para realizar o produto, ex: design, construção, etc.). Assim, os métodos de produção dos aspectos especializados são facilmente integrados com o método PRINCE2, formando um framework completo para o projeto.

Recomendo que você também leia:

Como tirar a certificação PMP em menos de 2 meses

Material para tirar a certificação PMP

Simulado PMP – Gerenciamento das Aquisições

Como o PRINCE2 é genérico e baseia-se em princípios comprovados, as organizações que adotam o método como padrão podem melhorar substancialmente sua capacidade organizacional e maturidade em diversas áreas de atividade. Tem flexibilidade bastante interessante que permite a ligação com outras abordagens de condução de projetos como o SCRUM para projetos Ágeis.

PRINCE2 é uma marca registrada da AXELOS Limited.

História do que é Prince2
PRINCE2 foi originalmente desenvolvido pela CCTA, agora faz parte do OGC. Desde 1989 tem sido utilizado como um padrão para gerenciamento de projetos especialmente no Reino Unido. Este método foi desenvolvido inicialmente apenas para os projectos TIC, a versão mais recente, PRINCE2, é consistente com a gestão de todos os tipos de projetos.

A última revisão foi publicada em 16 de junho de 2009 pelo OGC para ser nomeado esta versão como PRINCE2:2009 Refresh.

A partir de Agosto/2013, o PRINCE2 passou a ser de propriedade da AXELOS Limited, porém a utilização do PRINCE2 nas organizações é livre (não há que se pagar).

A estrutura PRINCE2
O método PRINCE2 aborda o gerenciamento de projeto com quatro elementos integrados: princípios, temas, processos e ambiente do projeto. Além disso, foca-se no controle de seis objetivos principais do projeto: escopo, tempo, custo, qualidade, riscos e benefícios.

PRINCE2-phases

 

Quando se compara PRINCE2 com o PMI é que no PMBOK cita seis restrições junto com o PRINCE2 porém existe um ponto de divergência entre eles:

comparativo

 

Princípios
Os princípios são orientações obrigatórias e boas práticas que determinam se o projeto está sendo genuinamente gerenciado de acordo com o método PRINCE2. São sete princípios:

Justificativa contínua do Negócio (Business Case).
Aprender com a experiência.
Papéis e responsabilidades definidos.
Gerenciamento por estágios.
Gerenciamento por exceção.
Foco no produto.
Adequação ao ambiente do projeto.
Sem a aplicação de qualquer dos princípios, o projeto não estará utilizando o PRINCE2.

Temas
Os temas descrevem aspectos do gerenciamento de projeto que devem ser tratados continuamente e em paralelo ao longo de toda a duração do projeto. Também são sete temas:

Business Case.
Organização.
Qualidade.
Planos.
Risco.
Mudança.
Progresso.
Estes temas explicam o tratamento do PRINCE2 para as várias áreas de gerenciamento de projetos.

Processos
Os processos são percorridos de acordo com as etapas ao longo do ciclo de vida do projeto. São sete processos:

Starting Up a Project (SU).
Directing a Project (DP).
Initiating a Project (IP).
Managing a Stage Boundary (SB).
Controlling a Stage (CS).
Managing Product Delivery (MP).
Closing a Project (CP).
Cada processo fornece listas de verificação de atividades, com recomendações de produtos (de gerenciamento de projetos, ex.: business case, descrição de produtos, relatórios, registros, notas de lição, etc.) e responsabilidades relacionadas.

Adequação ao ambiente do projeto
Trata da adequação do PRINCE2 ao contexto particular do projeto. O PRINCE2 não é uma solução de tamanho único, mas sim um framework flexível que pode ser adequado a qualquer tipo e porte de projeto.

Benefícios da Utilização do PRINCE2

  • Incorpora práticas e governança estabelecidas e comprovadas como melhores práticas;Pode ser aplicado a qualquer tipo projeto e a qualquer tipo de organização;
  • É amplamente reconhecido e entendido;
  • Promove linguagem comum, possibilitando um vocabulário comum a todos os participantes do projeto, possibilitando a comunicação efetiva;
  • Promove o reconhecimento explícito de Papéis e Responsabilidades; dessa forma os participantes
  • compreendem os papéis e necessidades de cada um, permitindo a existência de uma estrutura definida para responsabilização, delegação, autoridade e comunicação.
  • Dá foco no Produto (entregas), que clarifica (para todas as partes) o que o projeto irá entregar, por quê, quando, por quem e como. Com esse foco é que os planos são desenhados para satisfazer os diferentes níveis da equipe, melhorando a comunicação e o controle;
  • Tem planos baseados nas necessidades das equipes;
    É baseado na Gestão por Exceção, que possibilita a eficiência e eficácia na utilização do uso e suporte da gestão executiva;
  • Tem foco na viabilidade/desejo de forma baseada no Business Case. Mais que concluir o projeto, o mesmo tem que trazer benefícios;
  • Tem estrutura de relatórios definida com foco econômico do projeto;
  • Os Stakeholders são representados em diversos níveis. As partes interessadas (stakeholders) são representados no planejamento e na tomada de decisão;
  • Possibilita o aprendizado e a melhoria contínua, promovendo o aumento da Maturidade no Gerenciamento dos Projetos;
  • Promove uma abordagem consistente para o trabalho que possibilita a reutilização dos ativos; também promove a mobilidade dos recursos e reduz o impacto das mudanças na equipe;
  • É uma valiosa e poderosa ferramenta de diagnóstico, facilitando a avaliação, garantia e auditoria do trabalho do projeto.

Certificações
O programa de certificação para o método PRINCE2 é globalmente gerido pela APM Group. Trata-se da Certificação em Gerenciamento de Projetos mais popular do mundo. A cada 4 minutos um certificado é emitido. Os dois principais certificados são:

PRINCE2 Foundation: o exame é composto por 75 questões de múltipla escolha, sendo que 5 questões não contam pontuação (durante o exame o candidato não sabe quais são essas questões). Para ser aprovado é necessário acertar 50% da prova, isto é, 35 questões. A prova tem duração de uma hora. Essa certificação não expira.

PRINCE2 Practitioner: o exame conta com 8 questões de múltipla escolha complexa, com 10 pontos por questão, totalizando 80 pontos possíveis. Para ser aprovado são requeridos 44 pontos (cerca de 55% da prova). A prova tem duração de 2h30min.

O exame de re-certificação pode ser realizado no período entre 3 e 5 anos a contar da data da primeira certificação. Até Junho/2014, para se obter a certificação nível Practitioner obrigatoriamente o candidato precisaria possuir o nível Foundation.

A partir de Julho/2014, caso o candidato tenha outras certificações como CAPM ou PMP do PMI (Project Management Institute) ou IPMA (International Project Management Association) o candidato ao nível Practitioner não precisa do nível Foundation.

PRINCE2 Professional: Essa certificação é obtida através de avaliação prática onde o candidato é avaliado pela condução de um projeto.
Ambas as provas (nível Foundation e Practitioner) podem ser realizadas em português no Brasil (Como fazer o exame PRINCE2 Foundation).

Material de Estudo
Para conhecer melhor o Método de Gerenciamento de Projetos PRINCE2 use o livro oficial – Gerenciando Projetos de Sucesso com PRINCE2™ Também, pode se utilizar de materiais oficiais da TSO.

Como usar o gerenciamento de projetos no dia a dia

Como usar o gerenciamento de projetos no dia a dia

Como usar o gerenciamento de projetos no dia a dia

Como todo início de ano, separei um tempo para analisar tudo o que eu realizei no ano anterior e planejar o ano de 2015. O resultado não foi satisfatório, percebi que como Gerente de Projetos pouco gerenciei os meus projetos pessoais.

Iniciei muitos projetos mas conclui somente alguns. Isso me fez refletir sobre a falta de alinhamento entre o que eu queria e o que eu estava buscando. Nós gerentes de projetos somos contratados para gerenciar o caos, mas pouco de nós gerentes de projetos gerenciam sua vida pessoal da mesma forma em que gerenciam sua vida profissional, seja porquê não temos chefes/usuários cobrando resultados.

A vida é um projeto.

Pense nisso. O que é um projeto, um esforço temporário que produz um resultado? A nossa própria vida, e tudo o que realizar neles se encaixa nessa definição.

Essa percepção mudou completamente como eu enxergo a minha vida, as pessoas nela, e os resultados que precisa realizar.

E o melhor de tudo, vivemos em uma época em que uma enorme quantidade de informação está disponível para nos ajudar a gerenciar projetos de forma eficaz. Existem diversas técnicas como a do GTD.

Eu nunca fui uma pessoa de viver sem planejar o dia a dia, sempre fui orientado aos resultados, sendo impulsionado para realizar as diversas atividades e com o sentimento de que a Vida é finita. Se desejarmos realizar qualquer coisa, temos que ter a noção de só ganhamos quando aprendemos a realizar coisas de maneira oportuna, utilizando bem os recursos disponíveis, e caminhando cada vez mais rápido em busca do sucesso.

Como aplicar o gerenciamento de projetos na sua Vida
Problema: Encontrar um novo apartamento.
Você precisa de um novo apartamento para alugar para o próximo ano e isso não vai ser fácil. Você tem suas necessidades e precisam conhecê-las da melhor maneira possível. Veja como você pode usar técnicas de gerenciamento de projetos para realizar a sua caça apartamento:

COMPRAR-IMOVEL
Pergunte a si mesmo perguntas e escreva as respostas – porque a documentação adequada é um pré-requisito para uma gestão eficaz do projeto.

Processos de Gestão de Projetos

  • Iniciando – O que exatamente você está procurando? Qual é o resultado esperado deste projecto?
  • Planejamento – Quais são as suas necessidades específicas? Você tem prioridades (must-have e agradável de se ter)? Como você vai fazer a busca para o apartamento perfeito? Quais ferramentas você vai usar? Quanto tempo você vai demorar?
  • Execução – Procure o apartamento. Faça chamadas. Navegue na internet. Configure visitas com os proprietários.
  • Monitoramento e Controle – A sua pesquisa não tão bem sucedido? De repente você encontrar-se com menos dinheiro e querem reduzir as suas expectativas? Cuidado com as deficiências e fazer as alterações necessárias.
  • Encerramento – Você encontrou com sucesso o apartamento dos seus sonhos (com um compromisso razoável entre escopo, custo e tempo). Tempo para marcar este projeto como ‘Done’ e comemorar. (Agora você precisará de um novo projeto de Reforma 🙂 ).

Áreas de Conhecimento

  • Integração – Como é que vai integrar todos os outros aspectos do seu projeto? Você documentar tudo? Ou fazer uma nota mental de tudo o que você acha que é importante?
  • Escopo – Quanto você precisa exatamente? São as suas expectativas definido em pedra ou que você se permite alguma flexibilidade? Por exemplo, não é absolutamente necessário uma banheira de hidromassagem no banheiro, ou deixe ao acaso?
  • Tempo – Quanto tempo você e pode fazer você pretende gastar em sua caça apartamento? Você dedicar algumas horas por semana? Você que você se dá mais tempo para recuperar o atraso se você ficar para trás seus planos?
  • Custo – Quanto você está disposto a gastar com a sua pesquisa? Você vai sair dirigindo e gastando combustível e tempo vale a pena?
  • Qualidade – Você quer um apartamento recém-reformado, ou pode fazer com qualquer lugar decente? Você quer apenas o melhor mobiliário?
  • Recursos Humanos – Como você gerencia as pessoas envolvidas neste projeto? Você desejar a ajuda dos seus amigos? Como você manter-se motivado para concluir a pesquisa?
  • Comunicação -Como você planeja para se comunicar com as outras pessoas envolvidas no projeto? Você vai enviar e-mail proprietários, ou chamá-los para expressar seu interesse em sua propriedade?
  • Risco – Sempre tenha um Plano B. E se você ficar sem dinheiro e ter de se contentar com um apartamento de qualidade inferior? Planeje-se para o inesperado e saber de antemão como você vai lidar com isso.
  • Aquisição – Como você vai adquirir o apartamento?  Você está satisfeito com os termos do contrato de locação, ou negociá-la?
  • Stakeholders – Como você gerencia as pessoas envolvidas no projeto? Você faz um churrasco com os amigos para apreciar a ajuda? Você vai ser mais agradável para cada proprietário que você se encontra, apenas para que eles obter uma boa impressão de você?

Conclusão de Como aplicar o gerenciamento de projetos na sua Vida

O gerenciamento de projetos pode fornecer um quadro para tomar uma abordagem estruturada para a resolução de problemas. Conceitos de gerenciamento de projetos que pode ser aplicado a praticamente qualquer coisa, independentemente da sua área de especialização. Há gerentes de projeto em quase todas as organizações, e conhecimento de gerenciamento de projetos irá ajudá-lo a trabalhar melhor com essas pessoas e compreender o seu próprio trabalho melhor.

Dito isto, gerenciamento de projetos como uma ferramenta irá ajudá-lo somente até certo ponto. Ele pode ajudá-lo a construir uma casa, ou a criação de um aplicativo de software, mas não vai ajudá-lo a encontrar o amor, compreender o sentido da vida, ou encontrar as chaves você perdeu no happy hour.

Fonte:http://infospace.ischool.syr.edu/2014/05/07/how-project-management-can-help-you-in-everyday-life/

How to study the processes of PMBOK

How to study the processes of PMBOK

During my preparation for the exam, I spent much time researching and studying the processes of the PMBOK.

Developed through the book of Rita a game that can be used for what you want make sure CAPM or PMP.

The game consists of you drag the processes for groups of separate processes for lifecycle of the Project.

LINK to Game

How to study the processes of PMBOK

How to study the processes of PMBOK

 

I created a spreadsheet with several formulas that sanctioned all but the end was so complex it was very hard to validate that all procedures were correct.

By February I decided I would ride WEB something that could help other students.

I am not good at programming, but I can say that everything is already almost done, and what has not, you can find videos on youtube explaining.

Some issues of certification exam requires knowledge of the inputs, tools and outputs of the processes.

Remember you do not need to memorize but understand where each process relates. Link to the Game.

Vale a pena tirar a certificação PMP?

Vale a pena tirar a certificação PMP?

O objetivo deste post não é responder se vale a pena tirar a certificação PMP® e sim apresentar um ponto de vista de um especialista em gerenciamento de projetos sobre o PMI®.

O texto abaixo foi extraido de um Grupo de Gerenciamento de Projetos que participo no Linkedin.

Vale a pena tirar a certificação pmp

Vale a pena tirar a certificação pmp

PMI está quebrado?

O PMI era uma organização que se acreditava que estava lá para promover a disciplina ou ” profissão” de gerenciamento de projetos e prestação de serviço membro . Agora tornou-se evidente que algo está quebrado . O indicador mais evidente que o PMI está quebrado é o seu programa de certificação. Como outros indicadores são definidos e desenvolvidos, talvez eles podem ser oferecidos para a discussão também .

 

Certificados

Na década de 80 lá passou a ser uma tendência para certificações de todos os tipos , então PMI apanhado sobre isso com a certificação PMP e agora temos uma série de várias certificações do PMI . O que temos realmente testemunhado é um enorme crescimento em receitas e funcionários do PMI . O que temos realmente testemunhado é o crescimento de uma empresa, em oposição a uma associação de “profissional” focada em apoiar seus membros como uma missão nobre.

Desde meados dos anos 90 e escalada na década de 2000 , com base na mensagem oversold do PMI , o PMP tem, essencialmente, tornar-se um ” Hall Pass ” para aqueles que procuram emprego como gerente de projetos para ser capaz de passar o funcionário de triagem de RH, que basicamente, rejeita qualquer currículo sem o PMP abobadado após um nome.

Também é óbvio que, embora este tenha sido gerado pelo PMI por exagerar a certificação PMP, há também culpar a indústria de formação PMP que surgiu em torno de todo o processo de certificação. Por um bom dinheiro eles fornecem treinamento em como passar no teste, baseado em grande parte na mais recente versão do PMBOK . Eles geram um grande número de pessoas que pode citar o PMBOK e conhecer as áreas de conhecimento , mas não têm idéia de como aplicá-los. O PMBOK é um valioso conjunto de ferramentas para gerenciamento de projetos. Ele fornece definições comuns de palavras e termos de nossa disciplina ou “profissional” . O que parece faltar no processo de certificação, é uma experiência adequada avaliação pelo PMI . Dado o grande número de candidatos a triagem centralizada PMI é inadequada e está falhando nossa “profissão”.

 

Como consertar um PMI quebrado

Eu sugiro é criar um Conselho de Administração (CA ) para corrigir o problema ou pelo menos fornecer supervisão perto de causar a correção.
Eu sugiro uma série de correções :
• Que o BOD patrocinar uma série de grupos de discussão compostos por membros do PMI , passados e presentes para expressar tanto as suas crenças e possíveis correções para a situação e que os resultados destas sessões ser resumido e um relatório compilado por um terceiro , a organização imparcial (possivelmente uma universidade ) .
• Descentralizar a triagem dos pedidos de certificação PMP para os capítulos , para que os gerentes de projeto estão avaliando aplicações. E sim um certo montante das taxas de aplicação / teste deve ir para os capítulos . O capítulo placas responsabilizar para as avaliações realizadas .
• Redirecionar o programa de marketing nível PMI para reduzir as promessas elaboradas.
• Reduzir o número se certificações.

Fonte: http://www.linkedin.com/groups/Is-PMI-Broken-I-believe-37888.S.5810100606538362883

Minha Opinião – Vale a pena tirar a certificação PMP

Eu concordo parcialmente com o que Sr. Bill Bates escreveu, antes de eu tirar a minha certificação eu costumava ouvir que bastava tirar a certificação PMP para que tivesse acesso a diversas vagas de emprego.

Não foi bem assim, conforme já disse em outros posts eu estudei muito para me certificar, logo após concluir a Pós Graduação queria fazer a prova de certificação PMP mas ainda não tinha as horas necessárias. Então aguardei até me sentir maduro e pronto para realizar o exame.

A minha grande preocupação é que a certificação PMP se torne o ITIL Fundation.

Eu ainda não tenho essa certificação, apesar de já trabalhar com esse Framework há mais de 10 anos. Já atuei em projetos de implantação na Vivo, NET e Nextel.

O ponto que me fez não tirar a certificação IITL Fundation, foi quando um parceiro de equipe informou que havia uma vaga disponível para Analista de Processos e que um dos requisitos era a certificação ITIL Fundation®, Um colaborador que nunca havia lido nada sobre o ITIL se inscreveu em um curso de fim de semana e na Segunda-Feira fez a prova e passou.

Tenho observado que existem muitos treinamentos para tirar a certificação PMP, porém na hora destes profissionais certificados demonstrarem o conhecimento deixam muito a desejar.

Nós como profissionais é que fazemos valer a certificação PMP.

Você viu neste artigo –  Vale a pena tirar a certificação PMP.

Como estudar os processos do PMBOK

 

Durante a minha preparação para o exame, gastei muito tempo pesquisando como estudar os processos do PMBOK.

Esse joguinho pode ser utilizado para você que pretende se certificar CAPM ou PMP.

Criei um planilha com várias fórmulas que validavam tudo, mas no final ficou tão complexa que ficou muito difícil validar se todos os processos estavam corretos.

Por volta de Fevereiro decidi que iria montar algo WEB que pudesse ajudar os demais estudantes.

Eu no começo pensei em criar em Flash, mas com o avanço da Web decidi após longas pesquisas criar joguinho utilizando o jquery.

Não sou bom em programação, mas posso dizer que tudo já vem quase pronto, e o que não vem, você encontra vídeos no youtube explicando.

Algumas questões da prova de certificação exigem o conhecimento das entradas, ferramentas e saídas dos processos.

Lembre-se você não precisa decorar e sim entender onde cada processo se relaciona.

Exemplo de uma questão da prova de certificação:

Está no final da execução do projeto de construção de novo dispositivo móvel. O trabalho foi realizado, e os trabalhadores estão prontos para empacotar seus equipamentos. O Gerente de projeto e o patrocinador do projeto vieram com especialistas para verificar se cada solicitação foi cumprida, e se todo o trabalho na EAP foi desenvolvido. Que processo está sendo realizado?

A)Verificar o escopo;

B)Controlar o escopo;

C)Garantir o escopo;

D)Definir o Escopo;

 

Clique aqui para acessar o joguinho.

 

 

Estudar Processos PMBOK

Estudar Processos PMBOK

Lições Aprendidas em Projetos

Lições Aprendidas em Projetos

Os gerentes de projeto realmente utilizam as lições aprendidas em projetos?

Essa pergunta é um pouco polêmica, alguns gerentes de projeto vão dizer que sim, pois a metodologia/processo que utilizam nas empresas descreve a necessidade de elaborar um documento chamado Lições Aprendidas.

Mas será que alguém costuma consultar esse documento ou ele é simplesmente elaborado e armazenado em algum diretório?

images1

Eu já participei de diversos projetos, alguns deles de curto período e outros nem tanto. O que eu sinto é que os gerentes de projetos acabam criando lições aprendidas baseadas em seus sucessos porém não divulgam com os demais companheiros, criando assim uma equipe desbalanceada.

Vamos imaginar uma empresa de grande porte, nesta empresa existe uma área de Escritório de Projetos, Gerentes de Projetos e Analistas de Negócios.

Agora imagine se cada gerente de projetos tiver em sua carteira 4 projetos e cada um gerenciar seu projeto de acordo com suas experiências, muito desses projetos apresentarão grandes problemas. A metodologia é um guia mas não garante o sucesso.

Além de trabalhar como Gerente de Projetos eu já estive do outro lado. O lado que irá suportar o resultado do projeto, por isso posso dizer com todas as letras, que hoje os gerentes de projeto não utilizam as lições aprendidas.

images2

 

O que podemos fazer para mitigar esse risco?

Como usuário do projeto, desenvolvi uma base de erro conhecida para minha equipe, que funciona mais como um check list. Deste modo minimizamos os impactos provenientes de projetos.

Mas seria muito interessante se os gerentes de projeto utilizassem essa ferramenta.

 

Algumas dicas para melhor utilizarmos as lições aprendidas

1) Estabeleça os critérios para a elaboração das lições aprendidas.

Lembre-se quanto mais fácil for este processo mais itens serão registrados. A idéia não é criar um processo burocrático.

2) Não deixe para documentar no final do projeto

Em projetos tradicionais, os gerentes de projeto coletam as lições aprendidas como parte da fase de encerramento. Já para projetos grandes, recomenda-se realizar mais sessões de lições aprendidas em todo o ciclo de vida do projeto.

3) Unifique o processo de lições aprendidas com o processo de gerenciamento de riscos

Lembre-se se que um risco  pode impactar no custo, tempo, qualidade e cronograma. Portanto ele é uma fonte rica de itens que precisam ser conhecidos antes de concluirmos o planejamento do projeto.

Não realizar um exercício de  lições aprendidas aumenta a probabilidade de repetir ações que podem ter causado falhas de projeto, como estouros de orçamento, aumento de escopo, redução da qualidade em relação às expectativas, cronograma falho, etc.

Realize o exercício em um ambiente confortável e estabeleça regras básicas para a discussão. Estabeleça categorias para facilitar o agrupamento como: desempenho em gerenciamento de projetos, gestão de risco, recursos, gestão da mudança, e qualquer outra categoria aplicável ao projeto.

 

Material para tirar a certificação PMP

Material para tirar a certificação PMP

Algumas pessoas me perguntam qual material eu utilizei para passar na prova PMP.

Recomendo que você leia também:

Simulado PMP – Gerenciamento das Aquisições

Como tirar a certificação PMP em menos de 2 meses

Eu praticamente utilizei os melhores livros disponíveis.

1) Guia de Melhores Práticas de Gerenciamento de Projetos PMBOK.

2) Preparatório para o exame de PMP – Rita Mulcahy.

3) Gerência de Projetos – Guia para o exame oficial do PMI – Kim Heldman

4) Use a Cabeça PMP

livros

 

Como eu utilizei cada um:

Eu tentei ler um de cada vez mais como o prazo era curto, decidi ler por processo.

Eu seguia a seguinte ordem:

Dia 1 – Leitura do Processo X do PMBOK.

Leitura do mesmo processo no livro da Rita.

Leitura do mesmo processo no livro da Kim.

Dia 2 – Como revisão do dia anterior eu lia o Use a Cabeça.

Leitura do processo Y do PMBOK.

Leitura do mesmo processo no livro da Rita.

Leitura do mesmo processo no livro da Kim.

Posso dizer que o livro da Rita foi o melhor devido a didática utilizada, o Livro da Kim possui uma didática diferente, mas através das histórias me ajudava a memorizar e o Use a Cabeça é muito bom porém como estava lendo seguidamente identifiquei que o livro não  aborda todos os pontos como os outros.

O melhor capítulo dele é o Gerenciamento de Custo onde apresenta alguns exercícios que são muito similares a prova.

Minha dica é pesquise antes de sair comprando, se precisar de alguma ajuda, entre em contato.