A importância de tirar um tempo para refletir na nossa vida

A importância de tirar um tempo para refletir na nossa vida

Hoje estou no meu quarto dia de férias, em toda a minha vida profissional (16 anos), sempre trabalhei durante as férias, seja ajudando na empresa do meu pai ou prestando algum tipo de serviço em consultorias.

Então, eu acreditava ser imparável e que nunca precisaria de férias para descansar o corpo e cabeça, mas a idade vem chegando e com ela alguns sintomas que até então eu não sofria.

Antes de sair de férias reparei que estava muito estressado com tudo e com todos, sempre fui uma pessoa explosiva mas nas últimas semanas estive no limite do que acreditava ser normal, conversando com a minha coaching fui recomendado a tirar um tempo para pensar e refletir.

Fazia muito tempo que eu não acordava sem precisar olhar o celular para ver se tinha alguma ligação perdida ou se no o grupo do whats da empresa não tinha alguma mensagem importante, para quem não trabalha em IT pode parecer exagero mas se não bastasse trabalhar até mais tarde durante a semana, as vezes temos que trabalhar durante o fim de semana, isso não é um problema eu escolhi esta profissão, mas as vezes essa escolha trás alguns sentimentos de revolta que são as gotas que vão enchendo o copo.

Tenho aproveitado este tempo para limpar a minha mente, estudar sobre os assuntos que gosto e voltar a cuidar da minha saúde mental, através da leitura, como vocês já devem saber eu adoro ler biografias e livros considerados de auto-ajuda.

Durante uma pesquisa que estava fazendo hoje me deparei com a biografia do Andrew Carnegie, que foi o homem mais rico do mundo no seu tempo ultrapassando a fortuna do seu arque rival Rockfeller, lendo a biografia e pesquisando um pouco mais sobre o assunto não pude deixar de ficar impressionado com a historia de um officeboy que ganhava 1 dólar e se tornou o rei do aço.

Por outro lado, uma coisa me chamou a atenção durante a grande disputa entre Carnegie e Rockfeller para quem tinha a conta maior, centenas de milhares de pessoas sofreram os impactos em suas vidas sem ter qualquer tipo de vinculo com a disputa. Ambos não mediam esforços para ganhar a disputa, tenho Carnegie contratado um amigo que era considerado extremamente violento e controlador para gestionar a sua empresa. Este senhor cometeu uma série de ações que causaram a morte de mais de 2 mil pessoas e como “remedio” para deixar uma imagem para as próximas gerações o Carnegie realizou diversa ações milionárias para a filantropia.

Do que adianta deixar tudo isso para a próxima geração se durante a vida não ajudou as pessoas próximas que o ajudaram a conquistar tudo?

As pessoas estão tão cegas com os problemas diários que acabam descarregando toda a carga de stress nos seus parceiros de trabalho, no chefe e nos familiares.

Uma coisa que o ocidente precisa aprender com o Oriente é a meditar e não estou me referindo ao lado religioso, mas sim de meditar e refletir sobre as suas ações, temos que ser melhores amanhã do que fomos hoje e se amanhã não estivermos mais aqui então deixaremos o nosso melhor.

Eu não lembro onde li, um grande investidor de Wall Street era considerado por todos os parceiros como um sujeito exemplar, quando falava tinha o poder de parar uma multidão e ao mesmo tempo conseguia se comunicar com todos os níveis da sociedade, quando foi questionado sobre o segredo para atingir este nível ele comentou que fazia alguns anos que ele havia aderido a regra de reflexão semanal, onde todos os sabádos após o jantar ele sentava em seu escritório com sua agenda e analisava todos os encontros e reuniões que teve durante a semana com o objetivo de identificar pontos que precisavam ser melhorados em sua personalidade e pontos que estavam dando certo.

 

Resumo do Livro – Pense e Enriqueça – Napoleon Hill

Resumo do Livro – Pense e Enriqueça – Napoleon Hill

 

O empresário Andrew Carnegie liderou a expansão da indústria de aço no século XIX. Quando chegou aos Estados Unidos vindo da Escócia, ele tinha pouco mais de um centavo no bolso. Mas acabou se tornando, na época, o homem mais rico do mundo. Durante o auge de sua carreira, ele confiou ao jornalista Napoleon Hill a missão de documentar — e compartilhar — as estratégias que o transformaram em um dos empresários mais bem-sucedidos de todos os tempos.

 

“Foi ideia do próprio Sr. Carnegie que a fórmula mágica, que lhe deu tamanha fortuna, fosse colocada ao alcance de pessoas que não têm tempo para investigar como ganhar dinheiro”, escreveu Hill no prefácio do livro “Quem Pensa Enriquece” (Ed. Fundamento), resultado de sua parceria com Carnegie. Hoje, 78 anos após a publicação da obra, o conteúdo continua atual.

Além de analisar Carnegie, o jornalista estudou mais de 500 milionários durante 20 anos. Suas entrevistas e pesquisas foram parar no livro. Nele, Hill dá “o segredo para fazer dinheiro” em 13 passos. A abordagem é quebrar barreiras psicológicas que impedem muitas pessoas de alcançar o sucesso. O site Business Insider reuniu as dicas:

1. Desejo: você precisa querer. Todos os milionários começaram com o sonho, a esperança, o desejo. Imaginavam suas riquezas antes de vê-las em suas contas bancárias. “Desejar não vai trazer riquezas. Mas desejar com um estado de espírito que se torna uma obsessão, depois planejar maneiras e meios para adquirir riquezas, e colocar esses planos em prática com uma persistência que não reconheça o fracasso, trará riquezas.”

2. Fé: acredite que você pode alcançar seu objetivo. Ficar rico começa com a mentalidade — acreditar que você acumulará riqueza. “A quantidade de dinheiro é limitada apenas pela pessoa em cuja mente está o pensamento. A fé remove as limitações!”, defende Hill em seu livro.

3. Afirmação: use frases para alcançar seu objetivo. Tornar o desejo por dinheiro ou sucesso em realidade requer que você repita para seu subconsciente o seu objetivo, diz Hill. Inclusive em voz alta. Basta dizer o que você quer e como pretende alcançar. Faz parte de transformar um sonho em uma “obsessão constante”.

4. Conhecimento especializado: ganhar experiência e continuar aprendendo. A educação só se torna poderosa quando organizada e aplicada à vida. E deve ser continuamente reabastecida. Você nunca para de aprender. “Homens que não são bem-sucedidos cometem o erro de acreditar que o período de aquisição de conhecimento acaba quando termina a escola.”

5. Imaginação: tenha ideias e visualize seu sucesso. Se você pode imaginar, pode criar. “Ideias são os pontos de partida de todas as fortunas. As ideias são produtos da imaginação”, escreve. “Quem quer que você seja, onde quer que viva, seja qual for a ocupação com que você esteja envolvido, lembre-se a cada vez que você ler as palavras ‘Coca-Cola’ que aquele vasto império de riqueza e influência cresceu a partir de uma única ideia.”

6. Planejamento organizado: aja. Você precisa correr atrás do que quer. E deve agir com persistência e entusiasmo. “Nós somos bons ‘começadores’, mas péssimos ‘terminadores’. As pessoas estão propensas a desistir ao primeiro sinal de derrota. Então, não há nenhum substituto para a persistência.”

7. Decisões: derrote a procrastinação com determinação. Essa é a característica chave que Hill identificou em todos os ricos estudados — determinação. Aqueles que tomam decisões rapidamente, sabem o que querem (e tendem a conseguir o que querem). “Determinação não é apenas uma característica dos ricos, mas uma das qualidades mais importantes que um líder deve possuir. No fim das contas, tomar uma decisão errada é melhor do que não tomar decisão alguma.”

8. Persistência: não pare até você conseguir o que deseja. Persistência é fundamental quando se tenta acumular riqueza, mas poucas pessoas têm a força de vontade necessária para transformar o desejo em algo real. “Riqueza não responde a desejos. Responde apenas a planos definidos, apoiados por desejos definidos, por meio de persistência constante.”

9. Mestres da mente: esteja rodeado pelos melhores. Pessoas bem-sucedidas se cercam de amigos talentosos e colegas que partilham sua visão. O alinhamento de várias mentes criativas é mais poderoso do que apenas uma. “Um grupo de cérebros coordenados (ou conectados) em um espírito de harmonia irá fornecer mais energia do pensamento que um único cérebro, assim como um grupo de baterias vai gerar mais energia do que uma só bateria.”

10. Relacionamento: escolha um parceiro compatível. A energia sexual é incrivelmente poderosa, segundo Hill. Quando aproveitada e redirecionada, pode melhorar criatividade, paixão, entusiasmo e persistência —  cruciais para acúmulo de riqueza. “O desejo do sexo é o mais poderoso dos desejos humanos.”

11. Subconsciente: abrace a positividade e descarte emoções negativas. “Emoções positivas e negativas não podem ocupar a mente ao mesmo tempo. Um ou outro deve dominar. É de sua responsabilidade se certificar de que as emoções positivas constituam a influência dominante de sua mente”, diz Hill.

12. O cérebro: se relacione com outras pessoas inteligentes e aprenda com elas. Nosso cérebro é um “transmissor e receptor de vibrações de pensamento”, absorvendo os pensamentos de outras pessoas que nos rodeiam — o que torna ainda mais importante estar com pessoas inteligentes, criativas e positivas. “Cada cérebro humano é capaz de captar vibrações de pensamento que estão sendo liberadas por outros cérebros”, escreve o jornalista. Tente aprender com todos que o rodeiam.

13. O sexto sentido: confie no seu instinto. O princípio final deve vir só depois de você já dominar os outros 12 princípios. “Com o auxílio do sexto sentido, você será avisado de perigos iminentes a tempo de evitá-los.” Para Hill, o instinto fica mais forte a partir dos 40 anos. Mas pode ser aplicado a qualquer idade.

 

Fonte: http://epocanegocios.globo.com/Inspiracao/Carreira/noticia/2015/07/apos-estudar-500-super-ricos-jornalista-americano-descreve-o-sucesso-em-13-passos.html