6 Dicas para melhorar o seu currículo para conseguir um emprego

O ano de 2015 nem começou e já temos grandes notícias que este ano as coisas serão mais difíceis que nos anos anteriores.

O mercado de trabalho já estava em baixa no ano passado, agora então nem se fala. Pensando nisso encontrei na internet algumas dicas que podem te ajudar a se diferenciar dos demais candidatos na hora do examinador ler o seu currículo.

ispc029062

Segue 6 Dicas para melhorar o seu currículo para conseguir um emprego:

– Leia também os artigos abaixo para melhorar suas chances de sucesso:

Como conseguir emprego no linkedin (part.1)

Como fazer um currículo sem experiência

6 Sites para encontrar trabalho freelancer (Consiga já a sua vaga)

Como conseguir uma vaga de trainee ou estágio

Curso de SAP Grátis

Aproveite – Curso Grátis FGV (Fundação Getulio Vargas)

1. Momento atual
“A leitura sempre parte do presente”, afirma Dias. Por isso, o seu cargo atual – ou o mais recente, se você estiver sem emprego – deve estar em destaque.

Souto explica que, embora as experiências passadas sejam importantes, os últimos cinco anos da trajetória profissional são os mais visíveis. “Os dois ou três empregos mais recentes são os que o recrutador olha primeiro”, diz.

2. Apresentação
Seu currículo é limpo, conciso e bem organizado no espaço da página? A qualidade formal do documento, na opinião de Karpat, é uma das primeiras mensagens captadas pelo avaliador.

Nessa pré-análise, textos mal escritos, erros de português e formatação confusa dificilmente passam impunes. “Falhas, de forma geral, chamam muito a atenção”, afirma.

3 . Nomes “fortes”
Se a sua formação acadêmica inclui universidades de ponta, vale a pena apresentar essa informação da forma mais explícita possível. “Instituições fortes sempre saltam aos olhos”, afirma Souto.

O mesmo vale para empresas famosas no mercado. Se há nomes desconhecidos entre os seus empregadores, a dica de Souto é compensar o fato com uma descrição do seu ramo de atuação e outros dados, como faturamento anual e número de funcionários. “Isso ajuda a situar o recrutador e impedir que ele tire conclusões equivocadas sobre a empresa”, diz ele.

4. Mudanças de trajetória
Segundo Karpat, é comum que um currículo seja observado de forma panorâmica, para que sejam captados padrões na trajetória do candidato. “Num primeiro olhar, você já consegue perceber se é um profissional ‘pula-pula’, que não fica mais de alguns meses num emprego”, afirma.

De forma geral, lacunas temporais, mudanças, promoções e outros episódios da sua trajetória serão observados imediatamente – e é bom estar pronto para explicá-los de forma consistente numa eventual entrevista.

5. Proximidade geográfica
Pode parecer irrelevante, mas o seu endereço residencial tem chance de ser um dos primeiros dados checados no seu CV. “É uma forma de avaliar a viabilidade da contratação, em muitos casos”, afirma Dias.

O critério geográfico não serve só para eliminar candidatos que moram em cidades distantes da sede da empresa. “Sobretudo em grandes metrópoles, o recrutador pode preferir um profissional que não demore muitas horas para chegar ao trabalho”, diz Karpat.

6. Palavras-chave
Em sua leitura dinâmica, os olhos do recrutador podem procurar no seu currículo alguns termos específicos da vaga que ele precisa preencher.

Vai se candidatar a uma oportunidade na área de tecnologia? É melhor que termos ligados à sua área, como HTML, CSS ou WordPress, por exemplo, sejam mencionados. “Algumas palavras-chave precisam estar lá, para facilitar uma identificação rápida”, diz Souto.

5 Dicas simples para você conseguir estudar melhor

Como estudar melhor

study-presentation

Para muita gente, estudar é um verdadeiro prazer. No entanto, para a grande maioria, essa atividade é sinônimo de tortura, e só o fato de pensar em ter que passar várias horas na companhia de livros e anotações já é um sofrimento. Para essa turminha, o pessoal do site For Dummies publicou algumas dicas simples que podem tornar as horas de estudo menos penosas. Confira a seguir:
1 – Prepare-se mentalmente
meditac_a_o_bauru_yoga_bauru
Pense em como você se prepara para fazer algo que realmente gosta, como assistir a filmes ou jogar o seu game favorito, por exemplo. Como você prepara o ambiente? Qual é a postura que você adota? Costuma deixar comidinhas e quitutes por perto para não ter que interromper a sua atividade toda hora para buscá-los?
A ideia é que você “empreste” algumas dessas ações que você normalmente realiza enquanto está se dedicando à sua atividade favorita para tornar uma experiência desagradável — neste caso, estudar — menos chata, por associação. Além disso, um ambiente agradável pode ajudar você a se sentir melhor mentalmente, portanto o espaço no qual você vai estudar não precisa ser austero nem parecer uma estação de trabalho.
2 – Conheça o seu ritmo
keep-calm-because-it-s-time-to-study
A verdade é que não existe um ritmo ideal, e cada um estuda — e progride — à sua maneira. O importante é conhecer qual é o seu, e lembrar que, se você é mais minucioso e leva mais tempo para estudar, vai ter que reservar um período maior para essa atividade.
Mas, independente de que você precise de muito ou pouco tempo ou tenha mais ou menos disponibilidade na sua agenda, não se esqueça de que fazer pequenos intervalos é superimportante. Portanto, você pode estabelecer “recreios” — como 10 minutinhos a cada meia hora de trabalho, por exemplo — durante as sessões de estudo, além de se dar pequenos agradinhos de prêmio por ter se concentrado na sua atividade.
3 – Tire proveito da sua memória
1369847707_4085_memory
Saber como a memória humana funciona pode ajudar bastante nessas horas. Estudos já demonstraram que, no caso de um texto, por exemplo, as pessoas se lembram melhor das primeiras e das últimas coisas que leram, tendo mais dificuldade para recordar claramente o conteúdo do “meio”. O mesmo ocorre com atividades realizadas no decorrer do dia.
E não adianta querer mudar isso, pois os nossos cérebros estão programados para processar as informações dessa forma. Então, para tirar o maior proveito disso na hora de estudar, tente organizar o conteúdo de forma que as questões mais importantes fiquem concentradas no começo e no final da sua sessão de estudos.
4 – Planejamento
como-se-organizar-para-estudar
Independente de que você tenha que estudar para uma prova supercomplexa ou para algo mais simples e menos dispendioso, é sempre bom ter um plano de como você vai fazer para se preparar. Uma forma de fazer isso é dividir o conteúdo total em blocos menores, que podem ser os diferentes tópicos do assunto que você está estudando.
Isso pode ajudar com que você perceba com mais facilidade os elementos mais importantes do texto, além de memorizar palavras ou aspectos-chave. Com esse método, você pode utilizar esses bloquinhos de informação para criar uma base de dados mental que pode ser acessada quando você precisar. Aqui também vale aquela velha técnica de relacionar termos complicados a palavras e frases engraçadas para aguçar a memória.
5 – Mapa mental
2000px-MindMapGuidlines.svg
Criar diagramas também pode ajudar você a memorizar informações mais facilmente. Assim, a partir de um conceito principal, relacione os aspectos menos importantes progressivamente através de mapinhas, criando subcategorias. Nelas, você pode incluir qualquer termo ou ideia que considere importante, contanto que o conjunto ajude você a organizar melhor as informações.
Os mapas mentais — ou diagramas — são simples e fáceis de criar, e você vai perceber que eles são muito mais eficientes do que as listas convencionais. Eles podem ajudá-lo a se lembrar de um volume maior de informações, devido à forma como foram criados, seguindo uma linha específica de raciocínio. Tente fazer um na próxima vez que tiver que estudar para uma prova de História, por exemplo!

03 Hábitos Matinais das Pessoas Felizes

Hábitos Matinais das Pessoas Felizes

acordar03 Hábitos Matinais das Pessoas Felizes

Você é uma pessoa mais ativa durante a manhã ou durante a noite?

Segundo alguns estudos as pessoas que são mais ativas na parte da manhã são mais felizes do que as da noite. Os amantes da noite tendem a substituir a noite pela manhã quando envelhecem.

Aqui estão 3 hábitos matinais de pessoas felizes e bem sucedidas. Escolha os se encaixam no seu estilo de vida e curta a sua vida.

Leia também:

19 Lições que podemos aprender com Bruce Lee sobre a Vida.

 

1. Eles acordam se sentindo gratos

gratidao

03 Hábitos Matinais das Pessoas Felizes

Eles acordam se sentidos gratos por estar vivo, pelo dom da vida e pela alegria de poder começar um novo dia. Quando as coisas estão ruins, faça uma lista em sua mente de todos os aspectos positivos.

A pesquisa mostra claramente que as pessoas que expressam gratidão regularmente são menos propensos a sofrer de solidão, ansiedade, depressão ou inveja.

 

2. Elas se exercitam antes de começar a trabalhar 

exercicio

03 Hábitos Matinais das Pessoas Felizes

 

Durante o meu percurso de ida ao trabalho, passo uma longa rua onde diversas pessoas utilizam para realizar suas caminhadas e corridas matinais.

Alguns preferem ir na academia, outros andar em seus quarteirões. O importante além de se exercitar é tentar reparar em algo diferente a cada dia. Foi realizado um estudo onde foi concluído que cerca de 40% das nossas atividades diárias, são realizadas de forma automatizada. Por exemplo: Quando você escovou os dentes hoje de manhã, você se lembra de ter começado pela parte direita ou esquerda da boca?

Os dias estão se tornando muitos curtos e precisamos tomar as rédeas da nossa vida. O exercício físico nos ajuda a manter a saúde e a concentração durante o dia.

3. Eles planejam suas ações prioritárias

business planner

03 Hábitos Matinais das Pessoas Felizes

Já estudei todos os métodos de organização pessoal e posso dizer que hoje em dia ninguém começa o dia com uma lista de atividades a serem executadas e ao final do dia concluiu todas as atividades.

No mundo corporativo eu diria que isso é impossível, uma vez que a sua atividade depende de outra pessoa e esta pessoa possui suas próprias prioridades, que em muitos casos são diferentes das suas.

Por isso sou fiel ao teorema de Pareto. Para que não conhece, Pareto é o pai da regra 80/20, onde devemos priorizar 20% das ações que resultarão em 80% do resultado.

Todos sabemos quais são as ações que realmente tem resultado significativo. Precisamos apenas focar nesta lista.

Tired Man Sitting on Bed

Como aplicar isso no meu dia?

Todos os dias antes de dormir, anote todos os pensamentos que estão passando por sua cabeça.

Por exemplo: Preciso ligar para o dentista, Preciso conversar com o meu gerente do banco;

Esta simples ação resultará em uma ótima noite de sono.

Como acordar se sentindo grato?

Vou dizer o que eu faço que talvez possa ajudar você.

Eu sempre penso que na minha mão direita está o sentimento de felicidade e consequentemente do lado esquerdo o da tristeza.

Tente se lembrar de um momento feliz, agora aperte bem a sua mão direita. Realize o mesmo exercício para o lado esquerdo, porém com sentimento de tristeza.

Pronto, toda vez que você acordar feche sua mão direita e depois a mão esquerda.

Qual dos dois sentimentos você vai querer carregar durante todo o seu dia?

Este exercício vale também para aqueles momentos de crise. Todos somo humanos e temos o direito de errar, porém como seres inteligentes temos também o direito de buscar a evolução.

Como planejar as ações prioritárias?

Crie o hábito de utilizar uma lista única de ações a serem realizadas.

Busque na lista aquelas atividades que são realmente críticas e que precisam ser executadas no dia.

Classifique essas atividades como: Urgente, Normal e Pode Aguardar.

Foque nas atividades Urgentes (O ideal é que não tenhamos mais de 03 atividades Urgentes).

As pessoas mais efetivas sabem o que elas devem fazer quando começam a trabalhar, elas devem concluir a tarefa mais difícil primeiro. É apenas parte de uma lista de objetivos, mas eles têm objetivos claros para facilitar a classificação das atividades.

Richard Davidson, um neurocientista da Universidade de Wisconsin pesquisou tudo isso. Ele descobriu que, quando você vê o progresso no sentido de alcançar uma tarefa difícil, isso aumenta a felicidade e também suprime toda a emoção negativa.

Como fazer downgrade do Yosemite para Maverick

maverick x yosemite

 

Como fazer downgrade do Yosemite para Maverick.

Às vezes, a atualização para a versão mais recente do Mac OS X não funciona tão bem. Você já atualizou do Mavericks para Yosemite e de repente um programa de trabalho vital não funciona mais, ou um recurso que você utilizava não foi contemplado neste nova versão.

Neste exemplo, você pode decidir que quer voltar a partir do Mac OS X 10,10 Yosemite para Mac OS X 10.9 Mavericks. Infelizmente, isso não é tão fácil , porque a Apple gosta de fazer todo mundo se mover em uma direção. Uma vez que você atualizou para Yosemite muitos aplicativos e suas bibliotecas de dados agora são projetados para trabalhar com Yosemite, e não Mavericks. E quando a Apple introduz um novo sistema operacional como o Yosemite, ele remove o antigo a partir da App Store.

Sem problema. Nós temos o conselho que você precisa para fazer o downgrade do Mac OS X Yosemite ao Mac OS X Mavericks.

 

Primeiros passos: Reverter de Mavericks para Yosemite

Primeiro de tudo, um par de coisas que você não pode fazer. Você não pode simplesmente abrir a App Store e instalar o Mac OS X Mavericks, mesmo se você já tiver baixado Mavericks e ter o arquivo Comprado. A tentativa de fazer isso simplesmente traz o aviso de que não é possível instalar uma versão anterior do Mac OS X sobre um mais novo. Da mesma forma você não pode inicializar em modo de recuperação (pressionando Alt durante a inicialização e selecionando Disco de Recuperação) e reinstalar o Mac OS X. Se você tentar fazer isso, você vai simplesmente acabar realizando o download da versão mais recente do Mac OS X (Yosemite) e re-instalar.

 

Mavericks backup usando Time Machine primeiro (se possível)

Antes de começar esse processo é muito melhor se você tiver um backup completo através Time Machine do Mac OS X Mavericks que não tenha sido atualizado para o Time Machine no Mac OS X Yosemite. Se você fosse esperto o suficiente para criar e remover um disco rígido Time Machine que contém uma cópia de segurança Mavericks antes de atualizar para Yosemite. Se você tiver sorte o suficiente para estar lendo isso antes de atualizar para Yosemite, e acho que você pode querer voltar para Mavericks, por favor, coloque um novo disco rígido externo para o seu Mac e criar um backup Mavericks (em seguida, remova a unidade) antes de atualizar para Yosemite . Isto virá ser muito útil.

 

Socorro! Eu não tenho um backup do Time Machine do Mac OS X Mavericks

 

naotenhobackup maverick

Não se preocupe. Isso faz com que a desclassificação de Yosemite Mavericks um pouco mais complicado, mas não impossível. Esteja ciente de que você vai ter que limpar a instalação do Yosemite completamente e começar do zero, de modo backup de tantos arquivos como você deseja ou precisa. Você pode fazer o backup para um disco rígido externo ou unidade flash USB, ou você pode usar um serviço como o Dropbox ou Google Drive para backup de seus arquivos, mas recomendo a utilização de hd externo.

Verifique se você tem acesso a todos os programas que você precisa para reinstalar.Você deve fazer uma lista de seu software vital e certifique-se que você tem os códigos de instalação, ou discos de instalação (se você ainda está usando drives ópticos). Todos os programas que você comprou na loja Mac App pode ser baixado novamente após você tem Mavericks instalado e funcionando novamente.

 

Voltando ao Mavericks: obter uma cópia do Mac OS X Mavericks na App Store

voltando ao maverick

 

Siga estes passos para obter uma cópia do Mac OS X Mavericks:

  1. Abra a App Store.
  2. Digite o seu Apple ID e senha e clique em Entrar (se App Store o solicite).
  3. Clique em Compras.
  4. Role para baixo para encontrar Mavericks.
  5. Clique em Download.

Se você não tem uma cópia do Mavericks em seu histórico de downloads, então você precisa perguntar a outra pessoa para emprestar-lhe uma cópia (pedindo-lhes para entrar para a App Store no seu computador).

Reverter para Mavericks, criando uma unidade de inicialização USB Mac OS X

Agora que você já baixou os Mavericks arquivo que você vai encontrá-lo dentro de Applications. Procure os arquivos de instalação do Mac OS X Mavericks. Você pode usar esse arquivo para virar um Flash USB 8GB em uma unidade de inicialização do Mac OS X Mavericks. Com esta unidade de inicialização USB, você pode limpar o disco rígido do seu Mac, e instalar uma nova cópia do Mac OS X Mavericks. Se você tem o backup Time Machine Mavericks, ele pode ser usado para reinstalar todos os seus arquivos e programas (caso contrário, você vai precisar configurar o seu Mac a partir do zero usando os arquivos de backup para um disco rígido externo ou uma solução de armazenamento em nuvem).

Usando uma unidade de inicialização do Mac OS X Mavericks para executar uma instalação fresca Mac OS X

Agora que você já criou a sua unidade de inicialização do Mac OS X que contém uma instalação Mavericks, você pode usá-lo para formatar o disco rígido do seu Mac e instalar o Mac OS X 10.9 Mavericks em vez de Yosemite.

  1. Desligue o Mac (Escolha Apple> Desligar).
  2. Insira o Mavericks USB Flash Drive em seu Mac.
  3. Inicialização do Mac mantendo pressionada a tecla Alt.
  4. Escolha o Flash Drive USB Volume.
  5. Escolha Utilitários> Utilitário de Disco na janela de instalação do Mac OS X.
  6. Escolha o seu principal volume na barra lateral. Agora clique em Apagar> Apagar (aviso, isso remove tudo no volume).
  7. Clique em Utilitário de Disco> Encerrar Utilitário de Disco.
  8. Toque em Continuar na janela Instalar OS X.

 

Como restaurar a barra de menu do seu mac

Esta semana foi liberado o OS X Yosemite e nada melhor que realizar uma limpeza no seu MAC, antes de instalar a nova versão.

Eu dei uma organizada em todo o MAC e realizei o backup de todos os dados, durante essa limpeza removi mais de 20GB de arquivos que não utilizava há mais de 2 anos.

Uma das grandes mudanças do novo OS X é que a barra de menu foi aprimorada, confesso que já estava cansado dos antigos logos. Como bom usuário do MAC já tinha alterado por diversas vezes a barra de menu e durante essas alterações cometi alguns erros que fizeram eu ter que criar um novo usuário e migrar todos os dados. 🙁

Pesquisando em um forúm especifico da Apple, um usuário postou um procedimento para quem deseja restaurar a barra de menu do seu mac. O processo é bem simples.

1) Clique em Ir + Optin no menu Central

2) Clique em Biblioteca

restaurar barra de menu mac1

3) Clique em Preferences

preferences

4) Localize o arquivo com.apple.dock.plist

comappleplaylist

5) Copie o arquivo para uma pasta de backup

6) Exclua o arquivo da pasta Preferences

7) Reinicie o MAC

8) Concluído o seu menu foi restaurado

barrademnudock

 

 

 

 

 

 

 

Dicas para ser mais criativo

COMO SER CRIATIVO

Estava realizando uma pesquisa sobre criatividade, quando me deparei com o artigo seja criativo como Bethoven. Confira as dicas abaixo:

Criatividade não aparece em momentos eureka – é um processo, desenvolvido para trazer idéias abstratas de forma consistente no mundo tangível.

Para criativos, isso enfatiza a importância de rotinas.

Bits aleatórios de profunda inspiração são poucos e fugaz; trabalho consistente em seu ofício requer uma forma sustentável para desenvolver boas idéias em grandes.

Lembre-se das sábias palavras de Chuck Close: “Amadores sentar e esperar por inspiração, o resto de nós apenas mostrar-se e ir para o trabalho.”

Talvez uma das melhores maneiras de melhorar seus próprios processos é estudar os mestres. Graças aos livros como ” diárias Rituals “, o nosso desejo de ver o que” ir ao trabalho “, -, obtendo uma espiada rotinas regulares – foi completamente saciado.

Embora a saída desses gênios criativos às vezes é intimidante, como eles conduzem o seu trabalho é muitas vezes surpreendentemente fácil de se relacionar. Uma dessas pessoas que se inspiraram era Ludwig van Beethoven.

As madeiras são Lovely, Dark & ​​Profunda

Beethoven cumpriu suas promessas criativas, estrategicamente usando seu tempo para incubar ideias. Seu método favorito de pensar sobre as coisas? Longo, solitário caminha pelos vales com florestas de Viena.

Ele colocou uma grande importância neste tempo planejado para a reflexão e avaliação idéia. Parece que ele não estava sozinho; artesão notável em todo o mundo compartilham sentimentos semelhantes sobre a utilidade de dividir o dia com caminhadas.

Beethoven fui para uma caminhada vigorosa, depois do almoço, e ele sempre carregava um lápis e um par de folhas de papel no bolso, para gravar oportunidade pensamentos musicais.

Gustav Mahler seguiu quase a mesma rotina – que ele iria tomar uma de três ou quatro horas de caminhada após o almoço, parando para anotar idéias em seu caderno. Benjamin Britten disse que seus passeios à tarde eram “onde eu planejar o que eu vou escrever no próximo período na minha mesa.”

Recentemente, psicólogos deu um passo interessante (ou dois) em frente na compreensão dos benefícios criativos de curta – um estudo de Stanford foi capaz de mostrar que a caminhada assuntos ajudaram a produzir mais idéias novas e reforçadas pensamento criativo durante a caminhada e imediatamente depois, em comparação com sentado.

Como o título do estudo aponta para que humoristicamente fora, a pé pode ser o ingrediente que faltava para dar consistentemente suas novas idéias algumas pernas. Existem algumas razões para que a caminhada é verdadeiramente útil para o processo criativo:

1. O fato de que a caminhada é o exercício. Foi bem estabelecido que o exercício é benéfico para pensar criativamente. A chave parece ser que o exercício melhora o humor de forma consistente, e mais estudos sobre criatividade mostram que trabalhar durante um estado de espírito forte (especialmente um clima positivo) resultará em idéias mais inovadoras. Embora a caminhada não é árdua, é certamente melhor do que ser curvado em uma cadeira.

2. Permitir tempo para re-conceituar. Observe como Beethoven e outros usaram suas caminhadas como pausas. Eles não começar o dia com incubação, que incluiu a quebrar uma sessão de trabalho anterior onde já tinha colocado pensou em um projeto. Momentos Eureka permanecerá ilusório se o trabalho não for feito primeiro : “Em geral, a criatividade parece vir quando a introspecção é combinada com o árduo trabalho de processamento analítico.”

3. Uma separação de estímulos. O uso de controle de estímulos para mudar o comportamento não é nada novo (muitas vezes usado pelo Dr. BJ Fogg, discutido aqui ). Mas e se uma associação estrita de estímulos externo poderia ajudar com criatividade? Caminhadas ajudam a criar divisão entre um ambiente de trabalho e um ambiente de pensamento – engajar-se em ambos em sua mesa torna-se um local nebuloso onde muitas coisas acontecem ao mesmo tempo.

Em particular, o segundo e terceiro pontos merecem uma investigação mais aprofundada. Vamos começar com o motivo da separação de inspiração e execução parece ser uma parte necessária do processo criativo.

Absorver Estado contra Estado Synthesis

Dada a natureza muitas vezes lamacento de criatividade, é um eufemismo para dizer que eu apreciei muito o prático, o conselho terra-a-terra de Harvard psicólogo Dr. Shelly Carson.

Em seu livro ” O Cérebro Criativo “, o Dr. Carson destaca a importância do uso de limites estritos entre o Estado absorver (receber e avaliar as informações) e seu estado de síntese (quando você executa em suas idéias). Sua pesquisa levou-a a acreditar que este é, potencialmente, o maior obstáculo a ser consistentemente criativo:

Todo mundo tem um built-in sistema de censura em seus cérebros que filtra os pensamentos, imagens e memórias, e os estímulos do mundo exterior antes de chegarem à consciência.

Aprender a soltar-se este sistema de filtragem mental para permitir que mais ideias inovadoras e estímulos em consciência é um dos maiores desafios para as pessoas que não pensam em si mesmos como criativo.

Ela publicou pesquisa que mostra como aqueles capazes de grandes realizações criativas são beneficiados a partir de uma “inibição latente” inferior – eles são menos propensos a ignorar estímulos aparentemente irrelevantes. Eles absorvem o que os outros seria filtrar; enquanto a maioria das pessoas vê um carrinho de mão vermelho, algumas pessoas vêem um carrinho de mão Vermelho .

Dito de outra forma, o Estado absorver é quando você está aberto (pensamento lúdico) a novas idéias, eo estado de síntese é quando você está fechado (raciocínio lógico), a fim de executar. Criando uma fronteira clara faz com que seu processo criativo mais consistente, permitindo que você programe um sistema em torno de criar em vez de depender do acaso.

Observe como esta intimamente relacionada com a divisão que a caminhada cria. Alguém poderia argumentar que uma caminhada regular, através de bosques de Viena era hora preferida de Beethoven a estar aberto a novas idéias; sua hora marcada para um estado de absorver ir livremente no buraco do coelho.

Andar separa esses dois estados do processo criativo. Ele permite que o tempo de expandir o que você já trabalhou, e remove-lo do trabalho para que você possa pensar com clareza.

Para o leigo, isso cria um argumento convincente de que tentar forçar todo o processo ocorra em sua mesa é um erro – que separa o trabalho de consumo + de incubação torna-se muito mais fácil quando os locais são diferentes.

Talvez seja hora de sair de sua mesa e fazer o seu melhor pensamento em outro lugar.

Não terminar o seu dia vazio

Antes de começar uma investigação profunda sobre o pensamento criativo, era meu hábito pessoal para tentar sempre para terminar o dia “vazio”. Gostaria de tentar ativamente para esgotar qualquer projeto onde eu estava fazendo progresso.

Para minha surpresa, alguns escritores como Ernest Hemingway ardentemente discordar com isso, oferecendo conselhos contrários ao invés nunca terminar o seu dia vazio:

Eu já tinha aprendido a nunca esvaziar o bem da minha escrita, mas sempre de parar quando ainda havia alguma coisa lá na parte profunda do poço, e deixá-lo à noite recarga das nascentes que alimentavam-lo.

Parando enquanto você ainda tem algo a dizer permite que você comece no dia seguinte sabendo exatamente por onde começar.

Interessante como esta todos os laços em ritual de fechamento de Hemingway. Com a tarefa do dia seguinte já definido, Hemingway poderia fazer um trabalho significativo, logo que ele se levantou; como se walker, isso também fez a sua tarde mais tarde anda por todo o mais eficaz.

Muitos estudos argumentam que não estruturadas “sonhar acordado” não é tão importante para a criatividade como se poderia pensar; pensamento inconsciente só pode realmente ser de alguma ajuda quando se tem muitas informações para incubar (em outras palavras, se você já trabalhou no problema extensivamente).

Se você se lembrar de Beethoven e outros horários, a maioria não começar o dia com a incubação , a maioria preferiu começar com o trabalho, assim como Hemingway.

Talvez não terminar o seu dia completamente vazio pode aliviá-lo de “o que eu trabalho?” Estresse na parte da manhã. Você também será capaz de começar o dia fazendo o trabalho necessário para chegar a inspiração.

Pare antes que você está vazio, definir suas metas na noite anterior, e passo longe dos problemas do meio-dia com uma caminhada contemplativa – não pode transformá-lo em um escritor famoso, mas veja se ele não ajuda com o seu processo criativo.

Getting Your Ideas para o mundo

Uma lição adicional eu saí com através explorar este tema foi o lembrete que a criatividade não é nada sem criação.

Idéias, neste sentido, são mais como desejos. Eles idealmente resultar em uma saída criativa, mas a menos que você pode executar que permanecerá para sempre algo que “poderia ter sido”, agora relegado para a miríade de outras coisas presas em sua cabeça.

O que uso é a inspiração se nunca se manifesta em arte? Qual é o ponto de uma estratégia pensada se nunca é aplicada? Para que servem os conhecimentos científicos, se não forem concretizados e publicado?

Lembre-se de otimizar a ambas as partes do processo criativo; momentos eureka que se dane, você precisa de uma maneira confiável para pensar suas melhores idéias através de e executá-los.

Criar é difícil, mas se você deixá-lo, sua rotina pode se tornar um forte aliado na luta para transformar de forma consistente uma tela em branco em algo significativo.

Como ser criativo
Fonte: http://www.businessinsider.com/beethovens-creative-strategy-2014-7
Read more: http://www.sparringmind.com/creative-ideas/#ixzz37UUM7oLy

Como montar o seu plano de carreira por Peter Drucker

um-gato-no-espelho

Como montar o seu Plano de Carreira

O recente fracasso de alguns executivos aponta em uma direção: todos eles chegaram ao cargo pelo sucesso que alcançaram em funções exercidas anteriormente. Isso sugere que ou sua tarefa se tornou irrealizável (falha dos sistemas) ou eles, individualmente, perderam a capacidade de autogestão.

Todos – mesmo aqueles de talentos mais modestos – devemos aprender a autogestão, nos aperfeiçoar e nos colocar onde possamos dar o melhor de nós.

Grandes realizadores sempre praticaram a autogestão, a causa de seu sucesso.

Agora, devemos permanecer mentalmente engajados durante uma longa vida profissional (talvez 50 anos ou mais), o que significa saber como e quando mudar de trabalho. Convido você a se fazer sete perguntas cruciais:

pontos fortes

1. Quais são meus pontos fortes?

As pessoas, em sua maioria, pensam que sabem o que são capazes de fazer bem, mas em geral se enganam. É mais comum saberem em que não são boas. E, no entanto, o desempenho depende dos pontos fortes. Ninguém constrói um bom desempenho sobre pontos fracos, e muito menos sobre algo que não consegue fazer.

Hoje em dia, todos precisamos conhecer nossos pontos fortes, para saber a que lugar pertencemos. E a melhor maneira de fazer isso é por meio da análise de feedback. Sempre que você tomar uma decisão-chave ou adotar uma atitude decisiva, anote o que espera que vá acontecer. Nove ou 12 meses depois, compare os resultados com as expectativas. Faz 20 anos que utilizo este método, e ainda me surpreendo.

Este hábito produz um foco constante no desempenho e nos resultados. Praticado com consistência, esse método simples logo vai mostrar onde estão os seus pontos fortes e os pontos fracos, e o que você está fazendo – ou deixando de fazer – que o(a) impede de aproveitar ao máximo os pontos fortes.

Várias implicações para a ação resultam da análise do feedback. Primeiro, concentre-se nos seus pontos fortes. Coloque-se onde eles possam produzir resultados. Segundo, procure melhorar os pontos fortes. A análise vai mostrar onde é preciso aperfeiçoar ou adquirir habilidades. Vai mostrar também onde estão as lacunas no conhecimento. Terceiro, descubra onde a sua arrogância intelectual está causando a ignorância incapacitante, e supere. Muita gente – sobretudo aquelas pessoas que são especialistas em determinada área – desdenha outras áreas ou acredita que o brilhantismo substitui o conhecimento. Orgulhar-se de tal ignorância é uma atitude destrutiva. Adquira as habilidades e o conhecimento de que precisa para desenvolver ainda mais os seus pontos fortes.

Tratar dos seus maus hábitos – aquilo que você faz ou deixa de fazer e que lhe prejudica a eficiência ou o desempenho – é igualmente importante. Esses hábitos logo aparecem no feedback.

O feedback também revela quando o problema é falta de boas maneiras. As boas maneiras são como óleo lubrificante. Corpos em movimento criam atrito. Boas maneiras – coisas simples, como dizer “por favor” e “obrigado”, lembrar o nome daquele com quem se fala ou perguntar pela família – permitem que duas pessoas trabalhem juntas, quer se gostem, quer não. Gente brilhante em geral não aceita isso. No entanto, quando a análise demonstra que um funcionário brilhante fracassa repetidas vezes em um trabalho que exige cooperação, costuma ser indicação de falta de cortesia ou de boas maneiras.

A comparação das expectativas com os resultados também indica o que não se deve fazer. Não devemos assumir tarefas em áreas nas quais não temos talento ou habilidade. Nada de desperdiçar esforços para a melhoria de áreas de pouca competência. Em vez disso, energia, recursos e tempo devem ser canalizados para a transformação de gente competente em realizadores espetaculares, de um ótimo desempenho em excelência.

refletindo

 

2. Como posso alcançar o meu melhor desempenho?

Pouca gente sabe como fazer as coisas. Na verdade, a maioria não sabe nem mesmo que pessoas diferentes trabalham de maneira diferente e têm desempenhos diferentes. Muitos trabalham de um modo que não é o seu – o que é praticamente uma garantia de mau desempenho.

O seu desempenho é único. É uma questão de personalidade. O seu modo de atuar, assim como os aspectos em que você tem talento, estão determinados. O modo de atuar pode ser modificado, mas não muito. O meio de alcançar ótimos resultados é fazendo aquilo em que você tem competência, dentro do seu melhor modo de atuação.

Existem alguns traços comuns da personalidade que determinam o desempenho.

•  Tenho mais capacidade de ler ou de ouvir? Poucos ouvintes podem ser transformados ou se transformar em leitores competentes – e vice-versa. Quem tentar não vai conseguir um bom resultado.

•  Como aprendo? Algumas pessoas aprendem escrevendo, outras tomando notas, outras fazendo e ainda outras ouvindo a própria voz. A maioria sabe como aprende, mas são poucas as que agem com base nesse conhecimento. E, no entanto, está aí a chave do bom desempenho.

•  Como trabalho? Você trabalha bem com outras pessoas ou prefere a solidão? Caso trabalhe melhor com outras pessoas, pergunte-se: “Como é esse relacionamento?” Alguns trabalham melhor como subordinados. Outros como membros de equipe. Outros sozinhos. Outros ainda são mentores e instrutores de talento.

•  Produzo melhores resultados tomando decisões ou atuando como consultor? Muita gente se sai muito bem dando consultoria, mas não consegue suportar o peso da tomada de decisões. Outros indivíduos, ao contrário, precisam de um consultor que os force a pensar; somente assim conseguem tomar decisões e agir. Para ocupar as mais altas posições, é preciso tomar decisões; é então que surge a necessidade de um consultor atuante.

•  Trabalho melhor sob pressão ou preciso de um ambiente altamente estruturado e previsível? Trabalho melhor em uma organização grande ou pequena?

Não tente se mudar. Em vez disso, procure melhorar a sua maneira de atuar. E não aceite tarefas que não seja capaz de cumprir bem.

images

3. Quais são os meus valores?

Para se gerenciar, você também tem de se perguntar: “Quais são os meus valores?” Não é uma questão de ética. No que diz respeito à ética, as regras são as mesmas para todos, e o teste consiste em simplesmente se perguntar: “Que tipo de pessoa quero ver no espelho todo dia de manhã?” Mas a ética é apenas uma parte do sistema de valores. Para serem efetivos, os seus valores devem ser compatíveis com os da organização. Não precisam ser os mesmos, mas próximos o suficiente para coexistir. Se não for assim, você não apenas vai se frustrar, como deixar de produzir resultados.

4. A que lugar pertenço?

São poucas as pessoas que descobrem precocemente a que lugar pertencem. A maioria, em especial as bem-dotadas, só descobre a que lugar pertence lá pelos seus trinta e tantos anos. A essa altura, porém, já deveriam ter as respostas a três perguntas: Quais são os meus pontos fortes? Como é a minha atuação? Quais são os meus valores? De posse dessas três respostas, é possível decidir a que lugar pertencem ou não.

Sabendo a que lugar pertence, você pode dizer, diante de uma oportunidade: “Sim, vou fazer. É assim que devo fazer. É assim que deve ser estruturado. É assim que devem ser os relacionamentos. São estes os resultados que se pode esperar de mim, dentro deste período de tempo, porque eu sou assim.”

Carreiras bem-sucedidas se desenvolvem quando os indivíduos estão preparados para as oportunidades, porque conhecem seus pontos fortes, seu método de trabalho e seus valores. Saber a que lugar pertence pode fazer a diferença entre um bom e um excelente funcionário.

5. Que contribuição devo dar?

A maioria das pessoas nunca pergunta qual deve ser sua contribuição. Atualmente, porém, é importante fazer essa pergunta, e para respondê-la três elementos devem ser levados em conta: O que exige a situação? Com base em meus pontos fortes, estilo de atuação e valores, como posso dar o máximo, para que se faça o que é preciso? Que resultados devem ser alcançados, para que se faça a diferença?

Vamos examinar a experiência de um novo administrador de um hospital que, fazia 30 anos, vivia da reputação conquistada. O novo administrador decidiu estabelecer, em um período de 12 meses, um padrão de excelência em uma área importante. E escolheu o setor de emergência. Em 12 meses, o setor de emergência tinha-se tornado um modelo para todos os hospitais, e em dois anos o hospital se transformara.

Raramente é possível – e muito menos vale a pena – olhar para um futuro distante. Para que seja claro e específico, um plano geralmente não pode cobrir mais de 18 meses. Então, a pergunta a fazer é: Onde e como é possível alcançar resultados que façam a diferença no espaço de 12 meses? A resposta deve combinar vários fatores. Primeiro, os resultados devem ser difíceis de alcançar – exigindo esforço, mas sendo possíveis. Buscar resultados que não podem ser alcançados – ou que só são possíveis sob circunstâncias muito raras – é tolice. Segundo, os resultados devem ser significativos; devem fazer a diferença. Terceiro, os resultados devem ser visíveis e, se possível, mensuráveis. Daí surge um curso de ação: o que fazer, por onde e como começar, e quais as metas e prazos.

6. Sou responsável pelos relacionamentos?

A autogestão exige responsabilidade pelos relacionamentos. Isso tem dois aspectos.

Primeiro, aceite que os outros também têm seus pontos fortes, estilos de atuação e valores. Para alcançar a eficiência, é preciso levar isso em consideração. Observe o seu chefe, veja como ele trabalha e faça adaptações, de modo a alcançar a eficiência. Os colegas de trabalho também têm seus estilos. O que importa são os valores e o desempenho. Quanto ao modo de atuar, é provável que cada um tenha o seu.

Portanto, compreenda as pessoas com quem você trabalha e aproveite seus pontos fortes, estilos de atuação e valores.

O segundo aspecto da responsabilidade no relacionamento é a comunicação. A maior parte dos conflitos surge do desconhecimento do que e como os outros fazem, das contribuições que dão e dos resultados que esperam. Eles nunca perguntaram, e ninguém nunca lhes disse. Eles têm medo de ser considerados presunçosos, intrometidos ou tolos. Mas estão errados. Sempre que alguém chega para um colega e diz: “Sou bom nisso. É assim que trabalho. Estes são meus valores. Esta é a contribuição que pretendo dar e estes são os resultados que pretendo conseguir”, a resposta é sempre: “É bom saber. Por que não me disse antes?”

1054000

 

7. O que vou fazer a seguir?

Atualmente, cada vez mais a autogestão aponta para uma segunda carreira. Você pode recomeçar em outra organização ou mudar completamente a linha de trabalho. Ou, então, desenvolver uma carreira paralela. Muita gente bem-sucedida cria uma ocupação paralela, geralmente em uma organização sem fins lucrativos, com mais ou menos dez horas de trabalho por semana. Ou pode, ainda, tornar-se um empresário social. Talvez as pessoas que administram a segunda metade da vida sejam minoria. A maioria permanece na mesma profissão e conta os anos para a aposentadoria. Mas essa minoria – homens e mulheres que vêem a expectativa de uma longa vida profissional como uma boa oportunidade para eles e para a sociedade – é que vai se tornar líderes e modelos.

Existe uma outra razão para desenvolver mais cedo um segundo grande interesse. Ninguém pode esperar passar toda a vida pessoal ou profissional sem experimentar um único revés. Nessas ocasiões, um segundo grande interesse – e não apenas um hobby – pode fazer toda a diferença.

Hoje em dia, espera-se que todo mundo seja um sucesso. Isso é impossível, claro. Onde há sucesso também há fracasso. Então, é importante que as pessoas e suas famílias possuam uma área em que possam dar sua contribuição, fazer a diferença, ser alguém e ter sucesso. Na verdade, a autogestão exige que você pense e aja como um CEO.

 

Fonte:http://bannwart.com.br/?p=60#!

Peter F. Drucker faleceu em 11 de novembro de 2005, ele era professor da Drucker Graduate School of Management.

Este artigo foi adaptado de Managing in the Next Society (St. Martins) e de Management Challenges for the 21st Century (HarperCollins).

 

Lições Aprendidas em Projetos

Lições Aprendidas em Projetos

Os gerentes de projeto realmente utilizam as lições aprendidas em projetos?

Essa pergunta é um pouco polêmica, alguns gerentes de projeto vão dizer que sim, pois a metodologia/processo que utilizam nas empresas descreve a necessidade de elaborar um documento chamado Lições Aprendidas.

Mas será que alguém costuma consultar esse documento ou ele é simplesmente elaborado e armazenado em algum diretório?

images1

Eu já participei de diversos projetos, alguns deles de curto período e outros nem tanto. O que eu sinto é que os gerentes de projetos acabam criando lições aprendidas baseadas em seus sucessos porém não divulgam com os demais companheiros, criando assim uma equipe desbalanceada.

Vamos imaginar uma empresa de grande porte, nesta empresa existe uma área de Escritório de Projetos, Gerentes de Projetos e Analistas de Negócios.

Agora imagine se cada gerente de projetos tiver em sua carteira 4 projetos e cada um gerenciar seu projeto de acordo com suas experiências, muito desses projetos apresentarão grandes problemas. A metodologia é um guia mas não garante o sucesso.

Além de trabalhar como Gerente de Projetos eu já estive do outro lado. O lado que irá suportar o resultado do projeto, por isso posso dizer com todas as letras, que hoje os gerentes de projeto não utilizam as lições aprendidas.

images2

 

O que podemos fazer para mitigar esse risco?

Como usuário do projeto, desenvolvi uma base de erro conhecida para minha equipe, que funciona mais como um check list. Deste modo minimizamos os impactos provenientes de projetos.

Mas seria muito interessante se os gerentes de projeto utilizassem essa ferramenta.

 

Algumas dicas para melhor utilizarmos as lições aprendidas

1) Estabeleça os critérios para a elaboração das lições aprendidas.

Lembre-se quanto mais fácil for este processo mais itens serão registrados. A idéia não é criar um processo burocrático.

2) Não deixe para documentar no final do projeto

Em projetos tradicionais, os gerentes de projeto coletam as lições aprendidas como parte da fase de encerramento. Já para projetos grandes, recomenda-se realizar mais sessões de lições aprendidas em todo o ciclo de vida do projeto.

3) Unifique o processo de lições aprendidas com o processo de gerenciamento de riscos

Lembre-se se que um risco  pode impactar no custo, tempo, qualidade e cronograma. Portanto ele é uma fonte rica de itens que precisam ser conhecidos antes de concluirmos o planejamento do projeto.

Não realizar um exercício de  lições aprendidas aumenta a probabilidade de repetir ações que podem ter causado falhas de projeto, como estouros de orçamento, aumento de escopo, redução da qualidade em relação às expectativas, cronograma falho, etc.

Realize o exercício em um ambiente confortável e estabeleça regras básicas para a discussão. Estabeleça categorias para facilitar o agrupamento como: desempenho em gerenciamento de projetos, gestão de risco, recursos, gestão da mudança, e qualquer outra categoria aplicável ao projeto.

 

Como você realiza os seus projetos pessoais?

 Como você realiza os seus projetos pessoais?

cansado

 

Após um longo dia de trabalho, o que mais desejamos é ir para casa, sentar no sofá, jantar e depois cair na cama.

Mas fazer isso significa que você nunca vai usar seu tempo livre para aprender algo novo, seja um idioma, uma nova linguagem de programação, ler um livro de culinária, iniciar o seu próprio blog, ou trabalhar em qualquer um dos seus projetos pessoais.

Assim como somos disciplinados durante o horário de trabalho, que tal desprendermos um tempinho para nos aperfeiçoarmos?

As dicas abaixo ajudaram na maior parte dos dias, porém em alguns dias precisaremos nos controlar para reservar nossas energias e concentração.

 

Como eu lido com os projetos pessoais

Sempre que preciso executar um projeto pessoal, chego em casa, comprimento todos e vou direto para o escritório.

Ligo o computador e defino uma meta, somente após concluir eu saio de lá.

Se por um deslize eu sentar no sofá para ver algo, já era. Bate aquela preguiça e não consigo fazer mais nada.

foco1

Para você que não possui um HomeOffice

Se você não consegue vencer a guerra com o sofá, a chave para você alcançar o sucesso em seus projetos pessoais é sair de casa e ir para algum lugar que você possa trabalhar ou aprender algo novo.

Durante o processo da minha certificação PMP, estudei nos mais diversos lugares.
Desde Fran’s Café, Starbucks e salas de reuniões da empresa.
Uma coisa é clara se você se esforçar você conseguirá vencer, basta ter força de vontade.

starbucks paradaprocafe

 

Uma das melhores maneiras de obter sucesso é você focar suas energias para projetos que você esteja realmente atraído. Se você ama algo, você estará muito mais propenso a dedicar algumas dessas horas de descanso para ter aquela satisfação pessoal.

 

 

 

Aplicativo iDelete solução ideal para IPAD lento. Dica para melhorar a performance.

 iPAD lento. Dica para melhorar a performance.

Como todas já sabem, eu tenho o primeiro Ipad e sim ele me atende muito bem. Porém, devido a idade avançada o Ipad fica muito lento as vezes, mesmo finalizando todos os aplicativos o problema continua. Encontrei a dica abaixo, em um site gringo que não me recordo o nome, mas fica a dica para você que tem um dispositivo IOS. 🙂

 

ipadlento
iDelete™ (Limpeza de Ficheiros Temporários)
Ajuste poderoso de desempenho, através da limpeza rápida dos dados temporários.
Uma aplicação que limpa de forma segura, vestígios selecionados de dados.
Limpeza rápida e inovadora.

Todos os iPhone™, iPad™ or iPod™ movem dados para uma área designada swap space, enquanto se navegam na Internet, ou enquanto processam documentos, fotos ou vídeos.

Tecnicamente, isto acontece para aliviar a Memória RAM do seu dispositivo Apple™ com iOS™. Contudo, nem todos os ficheiros temporários são apagados de forma automática e correta. Isto faz com que o volume de ficheiros não utilizados cresça ao longo do tempo, ocupando progressivamente mais espaço de disco.

O Idelete™ usa um processo inovador e pesquisa todas as secções de memória do seu your iPhone™, iPad™ ur iPod™ touch, em busca de ficheiros temporários que já não estejam em uso, para os apagar. Através desta ação, é libertada mais memória física e irá descobrir que o seu dispositivo funciona muito mais rápido do que antes.

 

 

idelete paradaprocafe

Limpeza De Qualidade – Testada e Comprovada Milhares de Vezes.

Ao desenvolverem a nossa popular aplicação iShredder™ para apagar dados pessoais de forma segura, os nossos peritos de segurança alcançaram uma descoberta inovadora:

O múltiplas vezes galardoado processo de exclusão iShredder ™ também é capaz de isolar dados temporários. Depois de um período de desenvolvimento de dois anos e do feedback de milhares de utilizadores, gerámos um excelente algoritmo. Este algoritmo inovador de pesquisa e limpeza é o núcleo do iDelete ™ e foi concebido especificamente para detetar ficheiros temporários inúteis e para os apagar de forma eficiente.

É sempre o mais pequeno detalhe que faz uma aplicação destacar-se. O iDelete™ é rápido, inteligente e foi concebido para ser uma aplicação universal para iPhone™, iPad™ e iPod™ touch.

A sua grande simplicidade de utilização, permite que o processo de limpar dados temporários seja efetuado com um só toque num botão. A limpeza corre de forma segura e é completamente automatizada.

Durante a limpeza, função de poupança de energia escurece a iluminação do ecrã e assim a bateria do seu dispositivo Apple ™, evitando esgotar a bateria do seu dispositivo.

 

idelete paradaprocafe2

A Máxima Segurança Para o Mais Limpo Dos Dispositivos

Esta operação de limpeza irá libertar o seu dispositivo móvel Apple™, de todos os ficheiros não necessários. Fazer isto não só torna o seu dispositivo mais rápido – mas também o torna mais seguro.

Como uma das empresas líderes no software de segurança para os dispositivos iOS ™, nós vemos a limpeza de dados temporários como um elemento importante de segurança da informação pessoal nos dispositivos móveis.

Assim, ao limpar o seu dispositivo usando a nossa Aplicação segura que esses ficheiros que podem conter fragmentos de informação pessoal também são apagados.

E mais, como não ficamos satisfeitos com a simples exclusão, os seus ficheiros temporários não são apenas apagados, mas são também destruídos de forma segura, utilizando um processo de exclusão aprovado pelos militares.

Isto torna a recuperação de dados impossível, mesmo para peritos em segurança.

*iDelete™ (limpeza de ficheiros temporários) é usado para limpar ficheiros temporários, se existirem alguns. Recomendamos a utilização regular da aplicação *iDelete™ (limpeza de ficheiros temporários), pelo menos uma vez por semana.

idelete paradaprocafe3

 

iPAD lento. Dica para melhorar a performance.